ASSOCIAÇÃO SHAOLIN KUNG FU DE ARTES MARCIAIS

CONFEDERAÇÃO INTERESTADUAL DE KUNG FU OPEN BRASIL DE ARTES MARCIAIS

História do uso das armas

História das Armas de Kung-Fu (wushu)

Armas Tradiconais

Falar de Kung Fu sem mencionar a enorme variedade de armas e a habilidade de seus praticantes necessária em sua execução é praticamente impossível. Ao contrário do que se pode pensar, o Kung Fu não se limita a ataques e defesas corporais somente, pois ao longo de sua história muitas armas foram desenvolvidas. Elas são tão importantes para o atleta de Kung Fu quanto suas armas naturais (pernas e mãos).

Tradicionalmente as armas eram ensinadas aos praticantes que já tinham certo nível de habilidade em formas de mãos.
As armas deve ser uma extensão natural do corpo e devem ser utilizadas de acordo com as suas características especificas. Existe uma primeira distinção entre as armas utilizadas no Norte da China e as utilizadas no Sul da China.
Como o Norte é uma região mais fria.

Existem basicamente 18 armas chinesas principais, tais como:
bastão, espada, lança, etc. Na realidade existem muitas outras.
O treinamento avançado com armas não serve só para se tomar conhecimento dos métodos antigos, mas também para desenvolver os músculos.
Tendo um amplo conhecimento em ambas as formas de lutas,
armado ou não, o aluno estará preparado para enfrentar qualquer situação.
Com o desenvolvimento das armas de fogo, a utilização das armas tradicionais chinesas devem ser vistas principalmente como auxiliares no desenvolvimento das habilidades motoras dos praticantes.

Podemos classificar as armas nas seguintes categorias:

1) tamanho: curtas, médias e longas.
2) forma: articuladas ou não-articuladas.
3) número: simples e duplas

Ao todo temos mais de 400 tipos diferentes de armas nos vários estilos de kung fu, não podendo se esquecer da utilização dessas armas nas escolas chamadas internas, como o Tai Chi Chuan. Muitas delas são objetos de uso diário que podem ser utilizadas para fins bélicos quando necessário

Algumas das principais armas chinesas utilizadas no kung fu são as seguintes: GUN (BASTÃO) ou kwan em cantoês

Esse bastão é comumente geralmente feito de bambu, na China, por ser um material facilmente encontrado na natureza. O bastão é uma arma simples com golpes de concussão. Por sem uma arma grande, tem grande área de alcance para defesa e ataques.

tai mei kwân: bastão normal tem a altura até a sombrancelha do praticante.

– sam ti kwân: bastão articulado em três partes; três pequenos
bastões interligados com correntes. É uma das armas arquetípicas de kungfu. Sua criação é atribuída para o Primeiro Imperador de Song.

De acordo com a lenda, o imperador tinha um bastão favorito que foi quebrado em três partes durante a batalha. Mas mesmo assim ele continuou a lutar e bater nos oponentes com os pedaços quebrados juntos.

O San Tie Kan hoje é feito de três cabos firmados junto através de ligações de corrente. Os cabos normalmente têm rolamentos e borracha de espuma para facilitar a prática.

lean ti kwân: bastão de duas partes, podendo ser de dois tipos: dois pequenos bastões interligados por uma corrente (conhecido como nunchaco), ou então um bastão maior e outro menor, interligados também por uma corrente.
– si mei kwân: bastão bastante longo (com aproximadamente três metros de comprimento), chamado de bastão rabo de rato, sendo que uma das extremidades é mais grossa que a outra.

TCHAN (LANÇA)

Qiang, ou Tcheang (cantonês): Lança Flexível
Feita de maneira semelhante ao bastão (Bo), é uma arma de longo alcance com uma ponta de metal para ataques perfurantes. Era colocada crina de cavalo, pintada de vermelho, logo abaixo da lâmina, com os objetivos de distrair o oponente e para que, durante uma batalha, o sangue dos oponentes não atrapalhasse o manuseio da arma ao escorrer até as mãos do usuário. Assim como a jian busca perfurar par atingir órgãos internos e outras partes sensíveis do corpo.

A lança é chamada de a rainha de todas as armas. É a principal arma longa de Wushu. A lança era a arma militar mais utilizada antigamente, e com isso sua técnica foi desenvolvida. As características principais da lança são flexibilidade junto com movimentos de corpo, leveza e agilidade, rapidez e firmeza em saltos e cambalhotas. Os movimentos são claros e os truques são práticos.
Alança é comparada ao ” dragão ” voador. Praticar com lança é muito difícil, mas tem um grande efeito no fortalecimento físico.
As técnicas básicas de lança incluem estocar, empurrar, circular, bloquear, apontar, cutucar. Quando se pratica é aconselhável segurar a lança firmemente e flexibilidade dando estocadas rápidas e focadas nos pontos vitais. Este é um das habilidades básicas importantes da lança. Quando segurar a lança, ela deve estar perto de sua cintura para melhor apoio de forma que se possa executar os movimentos mais facilmente.
– tan tau tchan: lança de uma ponta ou uma cabeça.
– chan tau tchan: lança de duas pontas ou cabeça dupla.
– sei jen tchan: lança de ponta de cobre.
– gi nga tchan: lança meia lua.

Jian: Espada

A espada chinesa é uma das mais belas armas do Kung-Fu. Usando movimentos circulares como forma de defesa, de manter o adversário na defensiva e a distância, ela possui um “enfeite” preso ao punho para desviar a atenção do oponente dos movimentos da lâmina. Possui dois gumes e uma ponta triangular, sendo seu principal ataque a estocada em direção aos órgãos internos, olhos e pescoço.

– tan kim: espada simples.

– sheang kim: espada dupla.

– tuim kim / pei sao: espada curta ou punhal.

– keq: espada grossa, cheia de espinhos.

Dao, ou Tou (cantonês): Facão Chinês, ou Espada Larga Chinesa

Usada com a mesma leveza e controle da Espada Chinesa, a Espada Wushu, ao contrário da jian, tem como principal forma de ataque os cortes. Os lenços no cabo são pra tirar a atenção do adversário da lamina durante o combate. Além disso, a lâmina mais resistente permite não apenas que os golpes do oponente sejam conduzidos, mas, também, bloqueados.
O Facão é chamado o marechal de todas as armas. Ele é vigoroso, e rápido em defesa e ataque assim é comparado a um “tigre feroz”.
As técnicas principais do Facão incluem mudança, corte, furar,
erguer, perfurar, bloquear, empurrar e bater. Quando você tem
prática de facão à cooperação entre o facão e as mãos são muito importantes e ambas as mãos têm que estar
coordenadas para manter o equilíbrio. O Facão exige treinamento rigoroso e constante prática. O facão e o corpo também devem ser consistentes. O facão necessita sempre estar ao redor seu corpo, e suas mãos, pés, ombros, e braços viram junto com ele.
– tan tou: facão simples. Arma muito utilizada devido à sua eficácia nos golpes cortantes.
– sheang tou: facão duplo
-tai ma tou: facão grande de cabo curvo, muito utilizado à cavalo
– wu tip tou: facão duplo borboleta, facão mais curto que o tan tou,
usado normalmente aos pares e muito eficaz contra armas maiores como a lança. É colocada ao lado do tambor nas festividades.
– kan van tou: facão de nove argolas
– kwan tou: facão do Kwan Kun, arma tradicional chinesa, ensinada a alunos especiais.

Guan Dao, ou Kwan Tou (cantonês):

Com lâmina larga na extremidade e ponteira na base, era
manipulado de forma semelhante ao bastão longo, contudo o corte com a lâmina é a principal forma de ataque da arma. Utiliza-se, também, o corpo da arma para a defesa e a ponteira para perfuração.

Leque

Rolar para cima